Single post

Análise sobre divulgação da prisão de Cesare Battisti

Foi expedido, no dia 13 de dezembro, o mandado de prisão do italiano Cesare Battisti. No mesmo dia o presidente Temer assinou também a extradição de Battisti com apoio do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e do futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro. O ministro Luiz Fux tinha determinado que a decisão permanecesse sob sigilo até o “integral cumprimento da medida […] a fim de resguardar a efetividade da ordem prisional”. Só que isso não aconteceu e o mandado foi divulgado pelos veículos de comunicação antes mesmo do assunto chegar até os órgãos policiais.

A divulgação do mandado deveria ter sido melhor trabalhada. É essencial que exista uma sinergia entre os poderes. Seria ideal que a Policial Federal tivesse recebido um comunicado prévio e oficial sobre o mandado. Como resultado desta falha na comunicação Battisti agora é considerado foragido pela PF. A fuga do italiano deixa clara também as falhas no nosso sistema com relação à fiscalização das fronteiras brasileiras.

Em entrevista às Rádio CBN e Jovem Pan, comentei que falta uma interlocução entre o judiciário e a polícia, o que acaba dificultando a ação dos policiais federais. Isso faz com que a PF fique impossibilitada de planejar um esquema eficaz de cumprimento de mandados, evitando riscos de fuga.

Confira reportagem da CBN completa: [https://glo.bo/2S9SmCY]

E veja também entrevista da Rádio Jovem Pan: